O Ser humano é resistente às mudanças, mas mudar é preciso. Mudar as atitudes, mudar os hábitos e mudar a forma de como olhar a vida. Foi com esse pensamento de mudança que os funcionários do Grupo Agrimec iniciaram suas atividades na manhã desta terça-feira.

O ciclo de palestras da SIPAT/2016 iniciou com o responsável pelo pelotão de motocicletas da Base Aérea de Santa Maria, Wilkerson Bredsen da Rosa que abordou a impimg_7467ortância da direção defensiva e as inspeções diárias nas motos. Muitos  motociclistas tem a ilusão que por ter uma moto potente podem tudo, porém continuam com a cabeça e as atitudes imprudentes. “A gente sempre acha que não vai acontecer com a gente até que...” e Wilkerson apresenta cenas de vídeos chocantes de acidentes causados por imprudência ao falar no telefone, enviar mensagens de texto, desviar em alta velocidade de um animal e por aí vai… Enquanto as cenas eram de vídeos estrangeiros, o público até que assistiu sem tecer comentários, mas quando as cenas foram de acidentes de SC e do RS e, mais especificamente da cidade, o choque de realidade foi bem maior. “A cada minuto acontece uma morte no trânsito, centenas de pessoas estão perdendo suas vidas e tirando vidas alheias, por pura imprudência. O que mais se ouve por ai é: Quando eu bebo, dirijo melhor ainda! Claro que pensa assim! O álcool tira o medo” –  Wilkerson reforça que existem dois tipos de acidentes: o evitável e o inevitável.

img_7507A segunda palestrante da manhã, Marlice Druck, da Secretaria de Vigilância da Saúde do Trabalhador de Santa Maria abordou o tema: Comportamento sexual em tempos de Aids. Porém, antes de iniciar aproveitou o gancho da palestra anterior e reforçou que todos os dias acontecem acidentes em Santa Maria e o maior número de problemas com a saúde dos Trabalhadores que aparecem na Vigilância tem sido de acidentes de trajeto, ou seja, acidentes de trânsito que ocorrem com os funcionários entre a ida da sua casa ao trabalho ou vice versa e na grande maioria destes acidentes (80%) têm sido os de motociclistas. Reflexo do trânsito de Santa Maria que está cada vez mais complicado.

Marlice ressaltou a dificuldade de inserir a cultura da prevenção entre os trabalhadores e abordou o crescimento das doenças DST que poderiam ser evitadas com um simples exame laboratorial ou o uso de preventivos durante as relações sexuais. E que ao contrário do que muitos ainda pensam, houve um grande crescimento de mulheres heterossexuais e idosos diagnosticados com a Aids e ou Virus HIV (A Aids é a doença provocada pelo vírus HIV, que entra na corrente sanguínea e vai destruindo nossas células que com a doença, passa a não produzir mais defesas e o indivíduo fica sujeito a qualquer tipo de doença e muitas vezes uma doença simples pode até causar óbito).

Além da Aids que vem crescendo outra doença que vem aumentando as estatísticas tem sido a sífilis, e fica impressionada do aumento do número de diagnósticos em recém nascidos. Uma doença simples de ser evitada e combatida quando diagnosticada a tempo.