Movimentação financeira no Show Rural supera expectativas

Volume de negócios passa de R$ 800 milhões, superior ao ano de 2011.
Evento termina nesta sexta (10) em Cascavel, no oeste do Paraná.

O ambiente é sedutor, não só pelos jardins bem cuidados do parque, mas pelas máquinas que despertam nos visitantes a vontade de gastar.

Antes da feira, a expectativa não era das melhores. A preocupação era de que os agricultores estivessem cautelosos nas compras por causa da seca no Sul do país. Receio que não se confirmou e, mais uma vez, o volume de negócios fechados no Show Rural bateu recorde.

No Banco do Brasil, onde os agricultores contratam grande parte dos financiamentos, a oferta de crédito subiu de R$ 300 milhões para R$ 500 milhões.

O agricultor Gelso Zanotto foi um dos primeiros a fazer o empréstimo. Ele, que teve prejuízo com a seca este ano, não quer ter novas perdas na próxima safra por falta de maquinário.

Já o engenheiro agrônomo Venício Palaver levou uma lista de compras, máquinas que ele está negociando na feira para usar na fazenda que administra no Piauí.

E quem visitar o Show Rural no último dia vai conhecer duas variedades novas de mandioca que estão sendo desenvolvidas pelo Iapar, o Instituto Agronômico do Paraná, e que estão em processo de registro. Mateus Azevedo, agrônomo do Iapar, conta as diferenças e os motivos que fazem as variedades serem tão promissoras. Assista à entrevista no vídeo com a reportagem completa. 

Fonte: G1

.