Empresas e colaboradores engajados na luta por uma consciência social e ambientalmente correta

Entre os dias 22 e 26 de outubro, os colaboradores do Grupo Agrimec têm um compromisso: refletir sobre um fator destacado o ano inteiro, a segurança no trabalho. E neste ano, ainda, a preservação do meio ambiente ganha foco.

A Semana Interna de Preservação de Acidentes de Trabalho (SIPAT) começa às 7h30min do dia 22 e um ciclo de palestras educativas e motivacionais é o destaque. Os assuntos em voga são Gerenciamento de Resíduos e conscientização para a preservação ambiental, riscos comuns no processo de aprendizagem e; inclusive, histórias da vida real, proteção e educação alimentar. A programação e os respectivos palestrantes você confere no flyer.

O evento acontecerá no pavilhão da Intecsol. E atenção: A Químea, uma empresa parceira do Grupo, vai promover durante os dias de evento, uma campanha de recolhimento de resíduos eletrônicos. No almoxarifado da Agrimec e na Intecsol contamos com pontos de recolhimento. Os colaboradores interessados em contribuir podem passar nesses locais e se desfazer de seu lixo eletrônico. Todo tipo de eletroeletrônico será aceito. Atenção para pilhas e baterias – esses itens não são aceitos na campanha.

Vale destacar que os resíduos eletrônicos são os vilões do momento. E não é para menos. Os artigos eletrônicos que não podem mais ser reaproveitados, como computadores, celulares, notebook, câmeras digitais, MP3 player, entre outros, podem poluir o planeta.

É isso mesmo! Eles são produzidos com substâncias nocivas, e uma vez descartados de forma incorreta em locais pouco apropriados tornam-se problemas ainda maiores.

Os números impressionam cada vez mais. Para se ter uma ideia, os resíduos eletrônicos já representam mais de 5% de todo o lixo produzido pela humanidade. Isso quer dizer que cerca de 50 milhões de toneladas são jogadas fora todos os anos pela população do mundo.

O Brasil produzia, em 2011, 2,6Kg de lixo eletrônico por habitante, o equivalente a menos de 1% da produção mundial de resíduos do mundo, porém, a indústria eletrônica continua em expansão. Dado dessa época apontava que até 2012 espera-se que o número de computadores existentes no país dobrasse e chegasse a 100 milhões de unidades. Ao que tudo indica, alcançamos essa marca e é chegada a hora de fazermos a diferença, pelo menos tendo e disseminando consciência. Fica a dica!

Assessoria de Imprensa Grupo AGRIMEC
Liana Merladete / Dois Agência de Conteúdo
imprensa@agrimec.com.br

Siga-nos no Twitter ou curta nossa página no Facebook

.