A safra de cana-de-açúcar da região Centro-Sul do Brasil, principal área produtora do País, deve ficar em cerca de 520 milhões de toneladas e a colheita deve terminar mais cedo do que o normal, segundo a consultoria Canaplan.

Em 13 de julho, a União da Indústria de Cana-de-Açúcar estimou a produção do Centro-Sul em 533,5 milhões de toneladas.

A produção deve ficar abaixo da projeção da Unica, disse Luiz Carlos Correa Carvalho, diretor da Canaplan, em entrevista por telefone de São Paulo ontem. O Brasil é o maior produtor de açúcar. A colheita geralmente ocorre entre abril e dezembro.

“Na medida em que cai a qualidade da cana, com possíveis chuvas e o florescimento dos canaviais afetando a safra, a tendência é que a produção caia para cerca de 520 milhões de toneladas”, disse ele. “A baixa disponibilidade de cana pode fazer com que a colheita termine mais cedo, no final de outubro, início de novembro.”

As geadas que atingiram alguns estados produtores no Brasil, juntamente com o florescimento, aceleraram a deterioração da qualidade da cana, disse Carvalho.

Fonte: Notícias Agrícolas.   

.