Conforme estimativa da Archer, processamento da temporada 2011/2012, já no final, deve atingir até 490 milhões de toneladas

A safra 2012/2013 de cana-de-açúcar no Centro-Sul do Brasil deve ficar entre 510 milhões e 520 milhões de toneladas. A estimativa é da Archer Consulting. Conforme o gestor de riscos da consultoria, Arnaldo Corrêa, O processamento da temporada 2011/2012, já no final, deve atingir de 485 milhões a 490 milhões de toneladas de cana na região.

– O mercado não acredita que tenhamos um aumento maior do que 7% na produção de cana no próximo ano – afirma.

Corrêa ressalta que os números ainda são prematuros, mas lembra que as estimativas mais pessimistas do mercado giram em torno de 490 milhões de toneladas de cana em 2012/13. As previsões mais otimistas variam de 520 milhões a 540 milhões de toneladas. No atual cenário, segundo ele, a produção de açúcar chegaria a 33,5 milhões de toneladas, ante 30,7 milhões de toneladas da estimada para 2011/2012. Já a produção de etanol variaria pouco, de 20,3 bilhões para 20,4 bilhões de litros na próxima temporada.

Embora veja o volume de 540 milhões de toneladas como o topo das estimativas, o consultor ponderou durante a conferência a possibilidade de a safra de cana surpreender os mais otimistas e chegar a 560 milhões de toneladas, um crescimento de cerca de 15% ante 2011/12. Caso esse volume fosse alcançado e que houvesse uma melhora na qualidade do açúcar e um mix do processamento maior para a commodity, “o Centro-Sul produziria cinco milhões de toneladas a mais de açúcar e 2,7 bilhões de litros a mais de etanol”. Com isso, a produção de açúcar chegaria a 35,7 milhões de toneladas e a de etanol a 23 bilhões de litros em 2012/2013.

Fonte: Canal Rural.  

.