Com o plantio praticamente encerrado, os produtores gaúchos de arroz convivem, agora, com as incertezas sobre a quantidade a ser colhida. Juntamente com o milho, a produção do cereal é o que levará o Rio Grande do Sul a encolher o atual ciclo produtivo acima da média brasileira.

O quarto levantamento feito pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) sobre a safra 2017/2018 aponta uma queda total de 7,1% na produção gaúcha.

Devido ao excesso de chuvas, em outubro, apenas 30% da área prevista havia sido semeada no Estado, enquanto que o normal para o período seria entre 50 e 60%. Com isso, estima-se um atraso de 20 dias para o início da colheita, prevista para ocorrer entre o final de fevereiro e o início de março.

O levantamento feito pela Companhia também mostrou uma redução menor para o milho (de 12% no estudo anterior para 9,5% no atual) e o arroz confirmou retração de 2,1%.

 

Fonte: Notícias Agrícolas