Com a adesão dos sojicultores e de outros agricultores,o movimento “Te mexe, produtor” – que substitui o “Te mexe,arrozeiro” – abre ofensiva pela rene-gociação de dívidas acumuladas devidoa crises causadas pelo clima e pelo mercado e que já somam mais de R$ 12 bilhões.

Lideranças esperam reunir 7 mil pessoas no dia 25, durante a Abertura daColheita de Arroz, em Restinga Seca. Mas, desta vez, o movimento não será derepresália. Segundo o presidente do Sindicato Rural de Tapes, Juarez Petry, aideia é demonstrar apoio ao ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho.”Queremos fortalecer o ministro para as negociações com a Fazenda”,pontua.

O empenho tem um porquê. Os produtores querem aval para pagamento dasdívidas em 35 anos, com abatimento que varia de 4% a 2,3% sobre o faturamentoanual. Hoje, produtores debatem a proposta em Tupanciretã.

Fonte: Correio do Povo 

.