O Rio Grande do Sul abriu oficialmente nesta sexta-feira (23) a colheita do arroz, durante a 28ª edição da Abertura Oficial da Colheita do Arroz, em Cachoeirinha.  Autoridades como o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller, e o governador, José Ivo Sartori, estiveram presentes na cerimônia.

A colheita está estimada em 7,8 milhões de toneladas, redução de 10% em relação ao ano passado. Henrique Dornelles, presidente da Federarroz, afirma que apontar as dificuldades dessa safra para as autoridades competentes ajudará a dar velocidades às providências.

Representantes do setor e do governo, na oportunidade, discutiram questões relacionadas aos altos estoques que vem derrubando o preço do cereal, a concorrência com o Mercosul e as fiscalizações nas fronteiras comerciantes que não estariam sendo efetuadas pelo Ministério da Agricultura.

Os arrozeiros buscam ainda aquisições do governo federal e novos leilões, para enxugar a oferta. Outro ponto importante é incentivar o consumo do cereal, que caiu 10,3 quilos por habitantes em 20 anos no país. Por fim, o governo federal sinalizou a possibilidade de prorrogar parcelas de custeio.

 

Fontes: Gaúcha ZH e Canal Rural