Indicador Esalq/BM&FBovespa acumula alta de 3,02% na parcial de junho

Os preços do arroz registraram pequenos aumentos nos últimos dias no mercado do Rio Grande do Sul, de acordo com levantamentos do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). A valorização da saca de arroz em casca é resultado da persistente retração de venda por parte de produtores.

O Indicador do Arroz Esalq/Bolsa Brasileira de Mercadorias – BM&FBovespa (RS, 58 grãos inteiros) subiu 1,7% entre 20 e 27 de junho, fechando a R$ 19,81 por saca de 50 quilos nessa segunda, dia 27. Na parcial de junho, o Indicador acumula alta de 3,02%. 

Muitos orizicultores, inclusive, têm a expectativa de que os preços sigam se recuperando nas próximas semanas.

Quanto aos produtores que participaram da venda de lotes de arroz à indústria via Prêmio de Escoamento de Produto (PEP), afirmam que receberam valor superior pela saca frente ao verificado no mercado. Outros produtores, ainda, estão atentos às efetivações de Contratos de Opções, ao preço bruto de R$ 29 por saca para o 58 grãos inteiros, e às vendas ao governo, por meio da Aquisição do Governo Federal (AGF).

Por outro lado, a indústria, que manteve as queixas quanto aos preços de venda do arroz beneficiado nos grandes centros consumidores, ofertou preço maior para a compra da saca. No entanto, várias unidades alegam que a comercialização do casca esteve abaixo do volume normalmente verificado ao longo da semana.

Fonte: Canal Rural

.