Os três principais portos gaúchos registraram recorde de movimentação em 2017. O aumento do fluxo em Porto Alegre (1,34%), Rio Grande (7,8%) e Pelotas (223%) foi impulsionado, principalmente, por projetos industriais.

Só em Rio Grande, 41.196.486 toneladas foram deslocadas, um crescimento de 7,8% em relação a 2016. Os granéis sólidos, segmento que inclui os grãos agrícolas, tiveram um aumento de 9,1%, totalizando mais de 25,1 milhões de toneladas.

Soja é o produto agrícola mais destacado. Em 2017, o complexo (óleo, farelo e grão) ultrapassou 15 milhões de toneladas, expandindo-se em 20,6%. Apenas o grão foi responsável por movimentar mais de 12,6 milhões de toneladas. Destaque também para o arroz, que teve crescimento de 15,7%.

O secretário dos transportes, Pedro Westphalen, diz que o objetivo é continuar investindo nos portos, devido às condições de transportes por essa via serem mais baratas e menos poluentes. O custo logístico também diminui, segundo ele.

A China foi o principal destino das mercadorias, absorvendo mais de 13 milhões de toneladas.

 

Fonte: Gaz