Estado deve produzir mais de 22,2 milhões de toneladas do grão nesta safra

Mato Grosso deve produzir o volume recorde de mais de 22,2 milhões de toneladas de soja nesta safra. O número é resultado, entre outros fatores, da busca dos agricultores por melhores resultados, incluindo novas formas de cultivo. Uma delas é o plantio cruzado, diferente da prática tradicional, na qual o grão é semeado em linhas paralelas, com 45 centímetros de distância, em média. A estimativa do departamento técnico da Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja) é de que em Mato Grosso aproximadamente mil hectares tenham sido cultivados no sistema cruzado.

O desafio de produzir mais sem ter a necessidade de abrir novas áreas é o combustível que alimenta a corrida atrás de índices superiores. O produtor Herlan Meinke afirma ter usado 80% a mais de sementes e para cada hectare aplicado em média 100 quilos de adubos além do costume.

Ele espera colher até oito sacas de soja a mais por hectare plantado, o que, segundo o produtor, justificaria os maiores investimentos. Apesar da expectativa otimista, segundo a Aprosoja, ainda é cedo para recomendar o plantio cruzado. Antes disso é preciso levar em conta os gastos, as diferenças no manejo e as cultivares mais apropriadas para a técnica. Caso contrário, em vez de melhores resultados, o agricultor pode colher novos problemas. 

Fonte: Canal Rural

.