Toda compra se torna relevante porque vem para suprir alguma necessidade nossa. E no meio rural, as necessidades são muitas e os custos de aquisição maiores ainda.

Por isso, as compras precisam ser conscientes e muito bem planejadas, visto que os lucros de uma safra para outra podem variar de modo negativo.

O agronegócio é um dos setores da economia mais propenso ao acúmulo de dívidas porque enfrenta questões que fogem do seu controle (como as intempéries climáticas) e lida com exageradas taxas de juros de financiamentos e empréstimos junto a Bancos.

Além disso, qualquer decisão mal pensada afeta diretamente na produção e isso desencadeia uma série de problemas que poderiam ter sido evitados.

A necessidade da compra de um implemento agrícola precisa vir acompanhada de um estudo das particularidades da propriedade, como seu tamanho, tamanho da produção e contexto mercadológico no momento da compra.

O implemento agrícola que vai ser adquirido também precisa atender uma série de critérios para que, em conjunto com o trator, possa representar uma estratégia de redução nos custos e no impacto ambiental.

Falaremos mais sobre cada um desses critérios e alguns outros no decorrer deste texto.

Acompanhe!

Do preparo do terreno até o momento da colheita, uma lavoura inclui muitas fases e em cada uma delas é recomendado o uso de diferentes tipos de implementos.

Todos eles devem servir para tornar mais vantajosa a vida na lavoura, não deixando a desejar na hora de obter os melhores resultados da terra.

Mas para isso, é necessário ter muito claro quais necessidades este implemento irá atender, bem como as condições do terreno em que irá trabalhar, definindo janelas de plantio e áreas totais.

Para preparar o solo, por exemplo, é recomendado o uso de Plainas Niveladoras. Elas eliminam os microrrelevos e deixam a lavoura pronta para receber novas culturas. Alguns modelos funcionam ainda como patrola nas estradas.

Da mesma forma os Rolos Destorroadores quebram torrões deixados por outras máquinas e retém a umidade do solo com sua operação de rolagem, promovendo uma excelente germinação da semente, posteriormente.

A fase de plantio é própria de cada cultura e deve respeitar a época mais indicada, os tipos de solos e os ciclos produtivos que a envolvem.

Implementos como Abastecedores de Plantadeiras e Guinchos Agrícolas funcionam como máquinas auxiliares nessa etapa, evitando deslocamentos importunos na propriedade ou interrupção do trabalho.

O aperfeiçoamento do pós-plantio pode ser conquistado, ainda, com a eliminação de restos culturais e com o melhor aterramento da planta para receber a colheita mecanizada depois, com o uso de [Capinadeiras Rotativas].

Na colheita, as Carretas Graneleiras acompanham as colheitadeiras, recolhendo o produto final e proporcionando maior rendimento do trabalho. Podem ainda armazenar, temporariamente, os grãos entre o tempo de colheita e de transporte.

Depois de tomarmos conhecimento da melhor forma de empregarmos os implementos, precisamos falar de alguns fatores que não podem ser esquecidos na hora da compra.

A seleção e ajustamento destes fatores é o que garantirão o melhor desempenho da máquina, sua disponibilidade de potência, o tempo certo para realizar as operações determinadas até a obtenção de positivos resultados econômicos.

Vamos a eles!

Os implementos agrícolas fazem parte de um sistema mecanizado agrícola. Esse sistema é composto pelo conjunto trator-implemento e juntos realizam os processos de implantação, condução e retirada das culturas para comercialização.

Como o sistema é composto por dois equipamentos diferentes, mas que atuam sempre juntos, ele precisa ser minuciosamente planejado para atender as necessidades comerciais da lavoura e para que as especificidades de um seja compatível com as especificidades do outro.

Planejar o uso do conjunto trator-implemento nada mais é do que definir as etapas de operações que devem ser feitas para a obtenção dos resultados desejados.

Mas antes disso cabe ao produtor rural observar alguns fatores que influenciarão na decisão de compra do implemento mais indicado para o alcance dos objetivos do momento.

 

Necessidade de adquirir um implemento agrícola

Todo processo se inicia pela necessidade de adquirir um implemento agrícola. O produtor rural é a primeira pessoa a detectar essa necessidade, pois é quem está à frente de todo o sistema de produção.

E como cada propriedade agrícola possui suas particularidades e se diferenciam em tamanho, culturas produzidas e região, as necessidades não serão as mesmas de uma para a outra.

Seja para o aumento da produção, da produtividade ou para a obtenção de mais resultados em um menor espaço de tempo, os implementos escolhidos precisam ser adequados para as culturas que no qual serão utilizados e adequados às condições internas de cada propriedade, para alcançarem um excelente grau de desempenho.

 

Cultura produzida

A finalidade principal da agricultura sempre foi a produção de alimentos e os alimentos existentes são muitos.

Para chegar até a nossa mesa, as culturas precisam ser semeadas e colhidas em condições próprias.

Isso inclui época de plantio, disponibilidade de água, escolha de solos apropriados, auxílio das condições climáticas e, claro, disponibilidade de máquinas e implementos adequados.

Nem todos os implementos disponíveis no mercado servirão para atender qualquer tipo de cultura, pois variam em tamanho, em potência, em funções que foram desenvolvidos para realizar e outros.

As questões particulares de cada cultivo é mais um exemplo de fator que precisa ser levado em conta antes de se adquirir um implemento agrícola.

 

Operações que serão executadas

Também é importante que se saiba quais operações o implemento irá realizar e em qual fase do cultivo, visto que cada uma delas precisa de um tipo diferente de implemento, como já falamos no início do texto.

As operações agrícolas são um conjunto de ações sequenciais que viabilizam a produção de uma cultura.

Todas elas devem ser realizadas com o objetivo de atender a determinadas metas, sempre sendo em conformidade com a preservação do meio ambiente.

A definição das operações de trabalho que o implemento irá executar poupa tempo e custos adicionais.

 

Tamanho da propriedade

Propriedades pequenas produzem menos, exigem menos esforços e, consequentemente, rentabilizam menos ao bolso do produtor rural.

Por outro lado, propriedades maiores exigem mais mão-de-obra e a disponibilidade de máquinas mais compatíveis com a quantidade de trabalho.

O tamanho da produção se encaixa com o que o produtor tem disponível para conduzi-la naquele momento e o implemento agrícola funciona da mesma forma.

O implemento agrícola mais adequado é aquele que atende as necessidades observadas pelo agricultor e que se encaixa com o tamanho e porte da área em que irá ser empregado.

Implementos que ultrapassam as capacidades técnicas da plantação só servem para aumento de gastos, para diminuir a viabilidade econômica e desperdiçar combustíveis.

Do contrário, implementos menores, mas que não atendem de forma satisfatória as demandas da lavoura, também irão gerar gastos adicionais.

 

Trator disponível

Os implementos agrícolas operam em conjunto com os tratores e sua eficiência dependerá, exclusivamente, da eficiência do trator.

Portanto, os tratores precisam:

✔ Ter um bom desempenho;

✔ Potência suficiente para tracionar o implemento

✔ Ser versátil e apto para todo tipo de operação;

✔ Ter uma boa relação entre custo-benefício e

✔ Estar com a manutenção em dia.

 

Estimativa de tempo e de ritmo das operações

O tempo disponível para se realizar as operações agrícolas é basicamente o total de dias que tenho reservado para finalizar aquela atividade, enquanto que o ritmo de operações é a quantidade de trabalho feita dentro dos dias que determinei.

O implemento que irá ser comprado precisa possuir capacidades técnicas para atender a demanda de trabalho dentro do prazo e do ritmo estimado pelo produtor.

 

Potência disponível e requerida pelo conjunto trator-implemento

Um dos pontos fundamentais no planejamento de compra de um implemento agrícola diz respeito a potência fornecida pelo trator agrícola e a potência exigida pelo implemento.

Existe uma série de variáveis que interferem nessas capacidades, como por exemplo, as condições do terreno em que as duas máquinas irão operar.

Trator e implemento precisam ter potências compatíveis para atender ao trabalho que foram destinados a fazer.

É a potência dessas máquinas que irá definir outras características do processo, como velocidade, profundidade e eficiência de trabalho, todas associadas às necessidades e especificidades de cada cultura.

De maneira geral, a seleção do implemento parte da potência dos motores dos tratores disponíveis para puxá-los.

 

Custos diretos e indiretos

Toda aquisição possui custos e quando falamos em aquisições de máquinas e implementos agrícolas esses custos são maiores ainda. O planejamento de compra é a melhor saída para não ser pego de surpresa por gastos exagerados.

Os custos diretos com a aquisição de um implemento são divididos em custos fixos e variáveis.

Os fixos independem do uso da máquina e são o seu valor total, seus juros, taxas e valor cobrado por seguros, se houver. Os variáveis, porém, dependem do uso da máquina, como os gastos com combustíveis, reparo e manutenção.

As perdas financeiras causadas pela inadequação do implemento às condições impostas pela cultura e pelo clima, por exemplo, se configuram como custos indiretos.

Estas perdas podem ser de produtividade ou da qualidade da produção.

Geralmente, os custos indiretos não recebem a mesma importância ou não são lembrados da mesma forma do que os custos diretos, o que se configura como um erro, porque ambos afetam a produção de alguma forma.

Algumas estimativas apontam que os custos diretos representam 27% dos custos totais da produção agrícola.

Como pudemos notar, muitos fatores influenciam na hora da compra de um implemento agrícola. Considerar estes fatores e, principalmente, atende-los é o que garantirá o sucesso das lavoura.

Até a próxima!

 

Fontes: Como comprar Máquinas Agrícolas sem erro? (Blog Jacto), Como escolher o trator ideal para a sua produção? (Blog Agrishow), Planejamento de Sistemas Mecanizados Agrícolas, Seleção de Equipamentos Agrícolas (Embrapa Digital).