No último sábado, dia 10, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) lançou a primeira cultivar superprecoce de feijão carioca, a BRS FC104. O lançamento ocorreu durante as comemorações do dia global de incentivo ao consumo de pulses, quando houve a promoção do consumo desses alimentos – como feijão, ervilha, lentilha e grão-de-bico.

O feijão BRS FC104 tem ciclo de apenas 65 dias, entre a semeadura e a maturação dos grãos, com potencial de produção de até quatro toneladas por hectare. No geral, o ciclo médio do feijão é de 90 dias, embora existam cultivares mais precoces com ciclos em torno de 75 dias.

Segundo Leonardo Melo, pesquisador e coordenador do programa de melhoramento de feijão da Embrapa, o menor ciclo do novo feijão representa vantagem competitiva para o agricultor, pois serve tanto para o plantio antecipado na época das águas e no inverno, evitando as doenças do solo, como para diminuir o risco de perdas por estiagens na safra de verão.

 

Fonte: Globo Rural