Arrozeiros tem reunião decisiva para resolver problemas do setor

A definição de uma política emergencial e efetiva para os arrozeiros fica para depois dos feriados de Tiradentes e Páscoa. Desta vez, a reunião será com o Ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Segundo os produtores do segmento, as medidas governamentais já existentes de apoio à comercialização não estão dando resultado desde 2007, e o anúncio de novos leilões não surtiu efeito positivo no mercado. 

Arrozeiros ressaltam que a burocracia estatal emperra o cadastramento de novos armazéns que receberiam a safra, fator considerado crucial para diminuir a pressão no mercado. Além disso, uma questão que estará em pauta é a introdução do preço-meta (em torno de R$ 29) que substituiria o preço mínimo pago pelo governo (R$ 25,80), o qual estaria defasado e não cobriria sequer os custos da safra.

Fonte: Portal Notícias Agrícolas

Assessoria de Imprensa Grupo AGRIMEC
Dois Agência de Conteúdo
Pesquisa: João A.M. Filho
joao@doisac.com / (55) 3027 3647

.