A safra 2017/2018 do grão de soja está preocupando os produtores desde o início da sua temporada.  Com a escassez e o atraso das chuvas são registradas situações de replantio, morte de reboleiras (parte mais densa de um campo semeado, plantado ou coberto por árvores) e a proliferação de bactérias e fungos em função do excesso de umidade no solo.

A instabilidade climática também foi a responsável pela disparidade das atividades de uma região para outra. Enquanto que a região Centro-Sul do Paraná contava com lavouras sendo recém plantadas, no Oeste do estado já estava ocorrendo a aplicação de fungicidas. A necessidade agora é de alguns dias de sol, com chuvas intercaladas, para continuar avançando.

Os preços estão girando em torno dos R$ 62,00 e R$ 63,00/saca. Assim como ocorre com a produção do milho, esses preços não remuneram o produtor, já que os custos para a produção são bem mais altos que o retorno.

 

Fonte: Notícias Agrícolas