A passagem de uma frente fria durante esta semana trouxe chuva generalizada para a Região Sul do país, principalmente no Rio Grande do Sul, além da Argentina e Uruguai.

Devido a isso, os níveis de umidade do solo ficaram mais altos. As chuvas serviram para estancar as perdas que vinham sendo contabilizadas até o momento, principalmente na Argentina. Por lá, não há indicativos de novas perdas de produtividade.

O primeiro fim de semana do outono de 2018 será marcado pela chegada de uma forte frente fria, com potencial para provocar uma acentuada queda na temperatura. Será a massa polar mais forte de 2018, até agora.

O choque térmico entre este ar frio com a atmosfera muito quente vai contribuir para o desenvolvimento de nuvens de tempestade no fim de semana. A diferença na pressão atmosférica, durante o sábado, contribuirá para ocorrência de rajadas de vento extremamente fortes, que podem passar dos 100 km/h.

Para os próximos 15 dias, são esperadas chuvas mais frequentes para toda a Região Sul e também no sul do Mato Grosso do Sul. São Paulo e sul de Minas Gerais receberão precipitações de forma irregular, o que irá auxiliar o nível de umidade do solo e favorecer a realização dos trabalhos de campo.

Tal condição meteorológica permitirá plenas condições ao desenvolvimento das lavouras de 2ª safra, como milho, algodão, feijão e a realização dos tratos culturais.

 

Fonte: Climatempo