As boas chuvas que vêm ocorrendo sobre as áreas produtoras do Rio Grande
do Sul estão permitindo um bom desenvolvimento das lavouras. O rendimento das bombas, ainda assim, deve ser fator de atenção.

As regiões produtoras de arroz do Rio Grande do Sul contaram com chuvas recentemente, o que contribuiu favoravelmente para a produção das lavouras. Como o tempo abriu, a taxa de radiação solar, segundo as informações dos principais veículos de comunicação da área, também deve ser favorável.

Diego Sousa, gerente comercial da Agrimec, empresa do centro do Estado, referência na América Latina no segmento de implementos agrícolas, traz, nesse cenário, as bombas centrífugas da empresa. “O ano chuvoso garante bons reservatórios, mas o produtor precisa manter-se atento à necessidade constante de água nos canais quando o assunto são lavouras de arroz irrigado”, diz.

Indicada especialmente para irrigação por inundação em lavouras de arroz, o implemento segundo Sousa é também utilizado para levar água desde um rio ou sanga até o reservatório dos pivôs, gerando água para os cultivos de soja e do milho. “É uma alternativa econômica para bombear água por pequenos e longos períodos, pelo seu preço acessível, facilidade de instalação e baixo custo de manutenção”.

Outros aspectos do produto levantados pelo gerente comercial são a praticidade de operação e de transporte. O projeto foi desenvolvido especialmente para trabalhar a baixas rotações, com diâmetro do rotor, formato e curvatura das pás que proporcionam um funcionamento suave e rendimento elevado. O chassi super dimensionado dá ao implemento a rigidez adequada para operar, tanto acoplado aos 3 pontos do trator, como estacionário.

Demais informações é possível encontrar no link: https://agrimec.com.br/produtos/bomba-de-irrigacão.

Liana Merladete / Dois Agência de Conteúdo
Assessoria de Imprensa do GRUPO AGRIMEC
imprensa@agrimec.com.br