O Grupo Metal Centro celebra a conquista e investe esforços nos próximos passos.

Recentemente Santa Maria recebeu uma notícia que deve impulsionar um novo ciclo no município: a consolidação do seu potencial industrial.

Por meio de um trabalho que teve intensa participação, investimento de esforços e articulação da Agência de Desenvolvimento (Adesm), o Coração do Rio Grande disputava recursos para três Arranjos Produtivos Locais, junto ao Governo do Estado e à Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI).

Cidade e região conquistaram, pela primeira vez, resultado positivo. Foram dois APLs selecionados daqui. Eles receberão, cada um, R$ 500 mil, ao longo de quatro anos. Os beneficiados foram os APLs de Tecnologia da Informação e Comunicação e Metalmecânico.

Quem celebra a conquista e trabalha com afinco no plano de trabalho é o Grupo MetalCentro. A Assessoria de Imprensa do Grupo Agrimec, que faz parte do grupo, conversou com alguns dos principais protagonistas da ação:

Diogo De Gregori, Superintendente Executivo da Agência de Desenvolvimento de Santa Maria (ADESM); Julio Kirchhof, Presidente do Sindicato das Indústrias de Metal Mecânica e Material Elétrico (SIMMMAE) e; Marçal Paim da Rocha, Consultor Sebrae/ SIMMMAE.

Entendendo o assunto

Os dois APLs de Santa Maria fazem parte de um grupo de oito selecionados para receber apoio do Governo do Estado, através do Projeto de Fortalecimento dos APLs, coordenado pela Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI). Uma comissão constituída por oito entidades selecionou no final de maio, durante reunião do Núcleo Estadual de Ações Transversais (Neat).

Com a decisão, passam à condição de enquadrados pelo Projeto APLs os seguintes arranjos:

  • APL de Tecnologia da Informação e Comunicação da Região Central
  • APL Metalmecânico da Região Central
  • APL de Tecnologia da Informação da Serra Gaúcha
  • APL de Agroindústria Familiar Vale do Taquari
  • APL de Agroindústria Familiar Vale do Rio Pardo
  • APL do Polo Naval e Offshore do Rio Grande
  • APL do Complexo Industrial da Saúde da Região Sul
  • APL do Polo Naval do Jacuí, na Região Centro-Sul

Foram 21 projetos enviados e o APL de Tecnologia da Informação e Comunicação e APL Metalmecânico foram aprovados, respectivamente, em primeiro e segundo lugar.

O Superintendente Executivo da ADESM, Diogo De Gregori, “destacou que o enquadramento junto ao estado denota vantagens e benefícios, mas especialmente consolida um trabalho em conjunto que tem na inovação o sustentáculo para o desenvolvimento”. Ele explica que o estágio atual corresponde à execução do plano de trabalho, que deverá ser entregue em breve. “O próximo passo é o estabelecimento de convênios”. A expectativa, segundo o superintendente é de progresso. “Santa Maria possui uma vocação industrial e avanços como esse são a prova”.

Julio Kirchof, presidente do SIMMMAE, enfatiza que a entrada no edital confirma o que o Grupo Metal Centro sempre privilegiou: “o associativismo denota desenvolvimento e aproximação do objetivo inicial do grupo: tornar Santa Maria referência”.

A opinião é compartilhada por Marçal Paim da Rocha. Ele conta que quando o Grupo começou suas atividades, quando do seu planejamento, foi traçada a meta de Santa Maria enquanto Polo Metal Mecânico e centro de referência no Estado. “Nosso objetivo começa a se tornar uma meta concreta. Nossa visão de futuro é baseada no potencial da nossa indústria e no capital intelectual que as une. O contexto é promissor e, certamente, uma entre as inúmeras conquistas que alcançaremos em equipe”.

Mais

O Projeto de Fortalecimento dos Arranjos Produtivos Locais faz parte do Programa de Fortalecimento das Cadeias e Arranjos Produtivos Locais, coordenado pela AGDI. Pertence à política da Economia da Cooperação, um dos eixos estratégicos da Política Industrial implantada pelo Governo do Estado, e conta com financiamento do programa Proredes/Bird. O apoio oferecido pelo Governo do Estado visa estimular a auto-organização de empresas, trabalhadores e instituições em APLs, com governança participativa, coordenação e plano de desenvolvimento próprio.

 Próximos passos:

  • 23 de julho: prazo final para entrega dos planos de trabalho assinados e da documentação para o convênio
  • 15 de agosto: prazo para assinatura dos convênios com as entidades gestoras dos APLs selecionados
  • 13 de setembro: se convocados os suplentes, prazo de entrega dos planos de trabalho assinados e da documentação para o convênio
  • 11 de outubro: se convocados os suplentes, assinatura dos convênios com as entidades gestoras dos APLs suplentes.

 

Assessoria de Imprensa do Grupo AGRIMEC
Liana Merladete  / Dois Agência de Conteúdo
imprensa@agrimec.com.br / 55 3222-7710