Aumento na exportação de soja pode ser sentido nos portos. Em Paranaguá, no Paraná, o movimento é intenso.

No Porto de Paranaguá, no Paraná, nesta época têm caminhão descarregando grãos todos os dias, produção do Paraná, de outros estados e também do Paraguai, que enche os porões dos navios rumo à China e países da Europa.

De janeiro até agora foram embarcadas 3,5 milhões de toneladas de grãos, volume 40% maior que nos mesmos meses do ano passado. Nem a quebra na safra de verão por causa da seca impediu o crescimento.

A soja continua sendo o principal grão exportado e com o balanço positivo registrado no primeiro trimestre, a expectativa é que o porto ultrapasse a marca de 14 milhões de toneladas de grãos exportados em 2011.

A seca reduziu bastante a produtividade das lavouras do Paraná. Com a soja serão 3,5 milhões de toneladas a menos e com o milho, a previsão inicial era de colher 7 milhões de toneladas, mas o número foi reduzido para 6 milhões de toneladas.

Sorte que, segundo as cooperativas, havia produção armazenada nos silos. Agora os produtores aproveitam a melhora nos preços para exportar a soja e o milho que estavam estocados.

A saca de soja tem sido negociada a R$ 49 e a de milho está em torno de R$ 23.

Fonte: G1

.