O centro-sul do Brasil deverá fechar a safra 2017/18 de cana com estoques de etanol até 21% menores na comparação anual, como projetado nesta terça-feira pela JOB Economia e Planejamento.

De acordo com a consultoria, as reservas totais de álcool ficarão entre 1,5 bilhão e 1,6 bilhão de litros, o equivalente a menos de 20 dias de consumo. Em março deste ano, os estoques estavam na casa de 1,9 bilhão de litros, suficientes para mais de 30 dias de demanda.

Para o açúcar, a JOB prevê que os estoques do ano que vem também fiquem abaixo dos observados há um ano, em torno de 190 mil toneladas, ou 15 dias de consumo. O mesmo período em 2017 correspondeu a 25 dias de abastecimento.

No segundo semestre, a fabricação do etanol disparou devido à melhora na competitividade com a gasolina, que teve altas tributárias acima do esperado.  Entretanto, moagem de cana foi mantida e o volume deverá ser alcançado até março graças à antecipação dos trabalhos da safra seguinte.

A exportação de açúcar está maior que a prevista e a produção deverá ficar abaixo do esperado, de modo que os estoques serão menores na entressafra.

 

Fonte: Cana Online