Brasília – Agenda estratégica do arroz, safra 2011, comercialização e arroz no MERCOSUL foram alguns dos assuntos em pauta na 24ª Reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do  Arroz, realizada ontem em Brasília. O evento contou com a presença do presidente do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), Claudio Brayer Pereira.

Segundo Pereira, a Câmara Setorial avaliou como fundamentais as intervenções feitas pelo Governo Federal no mercado do arroz, tanto por meio de aquisições quanto pela autorização de leilões de compra e venda. “Definitivamente foi constatado que essas ações ocasionaram a reação do mercado e a consequente suba do preço”, assinala.

Ainda como resultado da avaliação, os integrantes da Câmara acreditam que, para a próxima safra, deve haver muita atenção aos mecanismos de comercialização e o governo deverá intervir de maneira antecipada, evitando a instalação de outra crise.

Outro tema amplamente discutido no encontro foram as assimetrias de mercado no MERCOSUL. Claudio Pereira esclarece que isso será tema de negociação no campo diplomático e que permanece a idéia defendida pelo Governador Tarso Genro em visita feita no início do ano ao Uruguai de comercialização em bloco dos excedentes para países de fora do MERCOSUL.

Fonte: IRGA.

.