O Brasil deverá produzir 109,5 milhões de toneladas de soja em 2018, como estimado pela Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), que elevou as previsões consideradas em novembro, na última terça-feira (12).

Consultorias e entidades do setor vêm reajustando para cima seus números de colheita, em meio às condições climáticas favoráveis para o desenvolvimento da oleaginosa no Brasil, maior exportador global da commodit.

Os números nas exportações também precisaram ser expandidos, passando de 66 milhões de toneladas, previstas em novembro, para 67,8 milhões de toneladas no mês de dezembro.

Segundo o secretário geral da Abiove, Fábio Trigueirinho, as exportações do Brasil foram atípicas ao final de 2017, o que levou a vendas ainda maiores que as previstas para o ano, devido à safra histórica, de cerca de 114 milhões de toneladas. Trigueirinho afirma ainda que o que foi diferente foi o tamanho da produção, esticada para 12 meses.

Conforme a Abiove, a exportação de soja em grão neste ano deve gerar receita de 25,4 bilhões de dólares e, em 2018, de 24 bilhões de dólares.

 

Fonte: Reuters