O Brasil está com a frota de caminhões renovada e o interesse do agronegócio em constituir frotas próprias foi o que puxou o saldo positivo do setor de veículos automotores este ano.

Ao todo foram 70 mil novos licenciados entre janeiro e novembro.

Os veículos pesados foram os que mais contribuíram para este resultado com uma alta de 87% nas vendas em relação a 2017.

Antonio Megale, presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, a ANFAVEA, se diz satisfeito com os resultados.

Segundo ele, ‘‘o segmento dos caminhões representa o PIB, ou seja, se tem gente comprando caminhão é porque tem transporte e se tem transporte é porque a economia está rodando’’.

Megale atribui ainda o sucesso das vendas ao agronegócio. O setor que demanda altos volumes de cargas impulsionou o transporte da safra agrícola.

As expectativas é que para o próximo ano safra o ritmo continue, devido às extraordinárias projeções que estão sendo feitas.

Fonte: Canal Rural