De 30 de abril a 04 de maio, Ribeirão Preto, em São Paulo, receberá a 25ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, a Agrishow.

Com a forte expansão do agronegócio e o fato de o país estar colhendo a segunda maior safra da história, os dirigentes do evento projetam um aumento entre 5% a 8% no volume de negócios fechados durante a exposição. Em 2017, a realização de negócios foi entre os R$ 2,2 bilhões.

Para Francisco Matturro, presidente da Agrishow, o que também pode vir a estimular a compra de máquinas e implementos é o fato das instituições financeiras já terem anunciado a diminuição das taxas de juros cobradas no crédito do agronegócio. Essa redução pode representar até 3% a menos no custo dos equipamentos.

A demanda aquecida e a possibilidade dos fabricantes não conseguirem entregar as encomendas feitas mais para frente, também são fatores que ‘‘autorizam um otimismo em relação aos negócios na Agrishow 2018”, complementa Matturro.

A Agrishow 2018 vai reunir cerca de 800 marcas nacionais e internacionais e deve receber, ao longo dos cinco dias de evento, mais de 150 mil visitantes do Brasil e do exterior.

Esse evento é uma iniciativa das principais entidades do segmento no país: Abag – Associação Brasileira do Agronegócio; Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos; Anda – Associação Nacional para Difusão de Adubos; Faesp – Federação da Agricultura e da Pecuária do Estado de São Paulo e SRB -Sociedade Rural Brasileira.

Fontes: Grupo Cultivar e Revide