Empresa levou Troféu Prata, na categoria Novidade Expointer

O Prêmio Gerdau Melhores da Terra anunciou os vencedores na manhã do último sábado (25), na Expointer, em Esteio, RS, como faz tradicionalmente. Foram reconhecidos dez vencedores nas categorias Destaque, Novidade Expointer e Pesquisa e Desenvolvimento. A entrega dos troféus ocorre na próxima quarta-feira (29), a partir das 11h30min, na usina Riograndense, em Sapucaia do Sul, RS.

O Troféu Prata em Agricultura de Escala foi para o Fecha Taipa Arrozeiro FTA 1600, da Agrimec, que imprimiu, mais uma vez, o nome de Santa Maria no cenário do Agronegócio. Utilizado em lavouras de arroz irrigado ele é o primeiro a permitir a construção dos canais de água da plantação, com paredes (taludes) bem formadas, bem como o fechamento de cada gleba plantada em uma única operação. O FTA 1600, segundo dados do departamento técnico, substitui o arado e reduz a erosão das paredes do canal, além de permitir uma distribuição mais uniforme da água entre as glebas. É um implemento simples e robusto que executa uma tarefa fundamental para a lavoura do arroz irrigado. Ele otimiza o tempo no processo de trabalho, um dos principais gargalos do homem do campo.



   
  
Entre as vencedoras, outras quatro empresas gaúchas – três de Passo Fundo e uma de Cândido Godói. O troféu ouro da categoria destaque – agricultura em escala – ficou com uma colheitadeira da empresa Jacto, de São Paulo. Já o troféu prata, para uma semeadora de grãos da Argentina. O troféu ouro da categoria destaque – agricultura familiar – ficou com o distribuidor de fertilizantes da empresa Kuhn, de Passo Fundo. O prata foi para um trator da Agritech, de Indaiatuba, São Paulo. Na categoria Novidade, o ouro foi para as empresas Semeato, de Passo Fundo, e uma plantadeira da KF, de Cândido Godói. Na categoria Pesquisa e Desenvolvimento, os destaques são para um trabalho do Chile sobre autonomia para máquinas, do pesquisador Christian Correa, e para um sistema de armazenamento de dados, de Antônio Camargo.

Importância do Prêmio – Os 30 anos de prêmio apontam a importância do incentivo para melhorar em qualidade e tecnologia máquinas e implementos agrícolas, segundo a própria Gerdau, nas palavras de André Gerdau Johannpeter, diretor-presidente da companhia, com informações do Portal DBO. O prêmio contou com 600 participantes, o que representa o incremento de 187% em relação ao ano passado. Foram 49 mil quilômetros percorridos entre Brasil, Argentina e Paraguai para entrevistar 339 usuários dos inscritos da categoria destaque. No acumulado dos 30 anos de prêmio foram 3.678 inscrições que resultaram 228 premiações. A distância percorrida atingiu800 quilômetros e as entrevistas foram realizadas com 6,7 mil usuários.

Assessoria de Imprensa Grupo AGRIMEC
Liana Merladete / Dois Agência de Conteúdo
imprensa@agrimec.com.br

Siga-nos no Twitter ou curta nossa página no Facebook.