Setor arrozeiro do RS busca redução de ICMS

Entendida como uma nova saída para driblar a crise enfrentada, o setor arrozeiro propôs ao Governo do Estado a redução temporária do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias, ICMS, durante debate realizado na sede da Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul, Famurs, em Porto Alegre, na última quinta-feira.

O objetivo da proposta é promover o arroz gaúcho diante das indústrias de outros Estados como forma de dar competitividade ao setor e reduzir os percentuais de 12% para 7% e de 7% para 4%, dependendo do destino, pelo período de 90 dias, marcado pelo fim da colheita em várias regiões.

No evento, Henrique Dornelles, presidente da Federarroz, pediu apoio das prefeituras presentes no encaminhamento de algumas demandas para o Estado e lembrou que o Rio Grande do Sul, sozinho, tem a segunda maior produtividade mundial, com 7,2 mil quilos por hectare, ficando atrás apenas dos Estados Unidos.

O economista chefe da Farsul, Antônio da Luz, informou aos participantes do evento que o Estado hoje tem um estoque de 930,61 mil toneladas. E somente com o ICMS interestadual menor, o arroz gaúcho pode chegar a outros mercados brasileiros com preços mais altos, gerando renda ao Estado e aos municípios por meio do ganho dos arrozeiros.

Dentre as demais exigências da Federarroz estão o terminal portuário dedicado às exportações de arroz, investimentos ao Irga, protagonismo na guerra fiscal e inserção do arroz na merenda escolar.

Fonte: Notícias Agrícolas

-->

Deixe um comentário

Seu email está mantido privado. Campos obrigatórios estão marcados com *

*
*

Você pode usar tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>