O Agronegócio Gaúcho: Perspectiva Para 2017

soja

Segundo o Relatório Econômico 2016 da FARSUL, a safra de grãos no Rio Grande do Sul em 2016 apresentou uma retração após a ocorrência do El Niño. Tal fenômeno prejudicou o desempenho das lavouras sendo as maiores perdas registradas nas áreas de arroz e milho. O que contrastou com este cenário foi o bom desempenho da soja, que este ano evitou que as perdas do grupo de grãos fossem mais profundas.

O fator clima também foi um determinante para a área plantada de arroz, reduzida em 3,5% em função do excesso de chuvas durante o período de plantio. A maior parte da área plantada, aproximadamente 65% segue sendo destinada à produção da soja, que com os preços em alta e o clima favorável na maior parte do Estado, teve aumento de 4% nesse ano. Em contraste, a área plantada de milho reduziu 13% cedendo espaço para a soja.

O levantamento do IBGE confirmou uma área plantada de 8.423.42 hectares, ou seja, o erro de projeção realizada pela FARSUL foi de apenas 1%. A maior razão deste erro foi nas perdas de área ocorrida na cultura de arroz, área plantada que foram levadas pelas cheias ocasionadas pelo El Niño.

Para a safra de 2017, estima-se um aumento de 3,0% da área plantada com os grãos equivalente a um incremento de 253.600 hectares em relação ao ano anterior. Mais uma vez a cultura de maior influência deve ser a soja, o que mostra que o produtor segue reagindo ao bom desempenho dos preços. Também refletindo a valorização dos preços, o milho deve apresentar expansão de área depois de três anos consecutivos de quedas.

O produtor rural gaúcho é ímpar. Está semeando a maior área da história do Rio Grande neste ano. Em 2016 o produtor gaúcho está semeando acima de 08 milhões e 600 hectares, fato inédito no estado.

“Estamos otimistas, o produtor foi à luta e está prestes a presentear o Brasil e o Estado com a maior safra dos últimos tempos”. – ressalta Carlos Sperotto, presidente do Sistema Farsul.

De acordo com as perspectivas da FARSUL, se o clima continuar ajudando, com El Niño moderado, temos previsão de termos também a melhor colheita na história do Rio Grande do Sul. Está previsto acima de 33 milhões e 400mil toneladas o que nos dará um crescimento de 6,2% em termos de produção em relação à última safra do ano passado, colhida neste ano de 2016.

 

Fonte: Relatório Econômico da FARSUL – produzido pela Assessoria Econômica do Sistema FARSUL com o Balanço de 2016 e Perspectivas 2017.

Quer receber nossos conteúdos por email? Cadastre-se abaixo:

Enviar Por favor, preencha o campo nome. Por favor, preencha o campo email. Email, inválido tente novamente.
-->

Deixe um comentário

Seu email está mantido privado. Campos obrigatórios estão marcados com *

*
*

Você pode usar tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>